Tradicional Festa do Porco no Rolete de Toledo deve atrair grande público

25/08/2014
Um dos mais destacados eventos gastronômicos do Brasil ajuda a promover o consumo da carne suína

A cidade de Toledo, no Oeste do Paraná, considerada a capital do Agronegócio do Estado paranaense, deverá ser visitada, novamente, por milhares de turistas e apreciadores da carne suína, no próximo dia 21 de setembro, quando o circuito gastronômico das festas populares do Brasil abre espaço para a realização de um dos seus mais destacados eventos, a Festa Nacional do Porco Assado no Rolete, que este ano chega a sua 41ª edição.

A Festa foi criada a partir de uma aposta entre amigos, no ano de 1974, com o desafio de assar um porco inteiro, e se tornou um grande negócio para alguns dos envolvidos em sua realização (assadores que passaram a assar porcos nos quatro cantos do Brasil e até em países vizinhos) e serve de lazer e entretenimento para milhares de visitantes, durante o evento.

O criador da festa, Celeste Vivian, um progressista agricultor local, disse na ocasião que sabia assar um porco inteiro recheado com temperos exóticos, enfiado num só espeto de madeira, que girava impulsionado manualmente.  Desafio feito e aceito, nos dias seguintes o assunto passou a empolgar outros sócios do clube que começaram a formar equipes, com seus respectivos assadores.

A Diretoria do Clube de Caça e Pesca de Toledo, entidade promotora da festa e onde ela é realizada desde a década de 70, juntamente com as equipes participantes, organizou o regulamento e convidou um grupo de pessoas de destaque na cidade para constituir um corpo de juízes degustadores.

Em 28 de julho de 1974 estava criado o mais delicioso evento gastronômico do Brasil, a Festa Nacional do Porco no Rolete, cujo ponto alto é o torneio entre os assadores.

Alguns dos idealizadores da Festa, que já não presentes entre nós, como o próprio Dr. Celeste Vivian, além de Avelino Niedermeier, Vinício Scheffer e José Schnitzer, não poderiam imaginar as proporções que este evento chegaria, sendo hoje o mais tradicional evento à base de carne suína do Brasil e que reúne o maior público em um só dia.

O desafio inicial que era uma brincadeira virou coisa séria e atualmente representa o Paraná em vários eventos gastronômicos tanto dentro como fora do Brasil, servindo especialmente para promover o consumo de carne suína.

Representando o Brasil, o Porco no Rolete participou do Festival gastronômico à base de carne suína, realizado em Memphis, nos Estados Unidos. E representando o Paraná e a culinária paranaense, o Porco no Rolete foi inspiração dos carnavalescos da Escola de Samba Unidos da Ponte e esteve presente no carnaval do Rio de Janeiro, no ano de 1995.

A carne suína é destaque e contemplada com elevado sabor e valor nutritivo e o porco no rolete é hoje um prato típico brasileiro: um porco assado inteiro, girando sobre brasas. A festa cresceu e projetou o Toledo nacionalmente, inclusive pelo fato de ser o maior produtor de suínos do Paraná. Suas edições ocorrem no mês de setembro, no Clube de Caça e Pesca de Toledo, e atraem milhares de turistas do Brasil e de países vizinhos. Nas últimas edições o público presente tem chegado a trinta mil pessoas.

O porco, que no início girava manualmente como se fosse com uma manivela, passou a girar com auxílio de roda movida com a água do rio e hoje um só motor elétrico pode girar dezenas de porcos simultaneamente.

A Comissão Organizadora da Festa, nos últimos anos, tem sido formada pela Diretoria do Clube de Caça e Pesca de Toledo e toda a equipe de Diretores desenvolve trabalho voluntário, tanto para a o Clube, quanto para a Festa.

 A Diretoria do Clube trabalha com muita dedicação durante o ano inteiro e tem proporcionado melhorias para poder atender da melhor maneira possível o público  de aproximadamente 30 mil pessoas  que vem para degustar o Porco no Rolete;  o apetitoso prato típico criado em Toledo.

São assados, aproximadamente 300 porcos pesando ao redor de 30 kg cada, para atender milhares de participantes em mais de 130 estandes instalados no interior do Clube de Caça e Pesca.

Para a Festa, uma parte destes estandes é ocupada pelos próprios donos ou responsáveis e a outra quantidade de estandes é cedida ao Clube, que loca para grupos interessados em participar da Festa. A grande maioria destes estandes é usada por empresas que confraternizam com seus clientes, fornecedores, colaboradores e familiares, em grupos que podem consumir de um até 10 porcos.  Grupos de amigos, ou de famílias também são formados para juntos festejarem.

Cada grupo que participa da Festa nos estandes tem uma pessoa responsável pela organização do seu grupo.

Para as pessoas que não participam de grupos nos estandes, o Clube oferece almoços no Restaurante principal, que serve milhares de refeições.

Com a efetiva participação de vários colaboradores e patrocinadores, a Festa Nacional do Porco no Rolete tem seu ponto alto com a realização do tradicional Concurso do Porco Assado no Rolete, cuja comissão julgadora e de degustadores avalia o Melhor Estande, o Melhor Porco e o Melhor Recheio.

A presença de várias autoridades, da Rainha, Miss simpatia e Princesas da Festa, a premiação do melhor Porco, melhor Estande e melhor Recheio, além do sorteio de prêmios para os participantes são atrações do evento.

 

 

(Com informações da Assessoria de Imprensa do Clube Caça e Pesca)

Compartilhar


NOVO WEB SITE DA APS Desktop, Tablet e Mobile
Mais comodidade para você! Flexivel para navegar e visualizar em qualquer lugar.
Escolha Opções Tema
Customise o site Cores Predefinidas de Capa
Texturas de Fundo
Imagens de Fundo