Suinocultura do Paraná debaterá Baixa Emissão de Carbono

24/10/2015
Um dos quatro seminários nacionais sobre o tema será realizado dia 24 de novembro, em Marechal Cândido Rondon

Com a coordenação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e envolvimento do sistema suinícola nacional, através da Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS) e do Sistema APS (Associação Paranaense de Suinocultores), e contando com o apoio da Associação Municipal de Suinocultores de Marechal Cândido Rondon, cidade que sediará o evento no próximo dia 24 de novembro, a partir das 14 horas, será realizado no estado do Paraná um dos quatro seminários nacionais que debaterá sobre as alternativas para Baixa Emissão de Carbono na atividade.

O Seminário de Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono a ser realizado em Marechal Candido Rondon, no Oeste do Paraná, terá por local o auditório da agência central do Sicredi Aliança PR/SP, e terá pelo menos quatro palestras técnicas sobre o tema.

O projeto de Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono é coordenado pela equipe técnica do MAPA, com o apoio do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), e cujo intuito é avaliar e disseminar alternativas economicamente viáveis para o tratamento de dejetos na suinocultura, que é uma tecnologia preconizada pelo Plano ABC (Agricultura de Baixa Emissão de Carbono), que também abrange a suinocultura.

No final de 2015, o Projeto terá concluído suas pesquisas, com a elaboração de cartilhas explicativas para o produtor, nas quais estarão esboçadas as principais tecnologias de tratamento de dejetos, assim como a viabilidade econômica da mesma e as linhas de crédito disponíveis para os suinocultores. Essas cartilhas serão entregues pelo MAPA durante os quatro seminários regionais para divulgação destas informações aos produtores de suínos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais.

Devem participar do evento, em Marechal Cândido Rondon, produtores associados ao Sistema APS, bem como técnicos de cooperativas do Paraná, do SEBRAE, SENAR, agentes financeiros, Superintendência de Agricultura e demais instituições que estão interessadas em auxiliar na promoção destas tecnologias.

Temas das palestras

O seminário terá uma programação com quatro palestras, com os seguintes temas: “Divulgação das Tecnologias existentes para tratamento de dejetos e cogeração de energia”; “Viabilidade econômica destas tecnologias para os diferentes produtores (pequeno, médio e grande, de UPL ou terminação)”; “Plataforma de comunicação com o produtor Agro-Sustenta”; e “Linhas de crédito e financiamento para adoção da tecnologia escolhida pelo produtor”.

 

(Fonte: Liverpool Editora/Cesar da Luz)

Compartilhar


NOVO WEB SITE DA APS Desktop, Tablet e Mobile
Mais comodidade para você! Flexivel para navegar e visualizar em qualquer lugar.
Escolha Opções Tema
Customise o site Cores Predefinidas de Capa
Texturas de Fundo
Imagens de Fundo