APS INTEGRA SISTEMA QUE COBRA MEDIDAS URGENTES PARA DEBELAR A CRISE NA SUINOCULTURA BRASILEIRA

29/03/2016
Ao lado de outros presidentes de associações estaduais, o presidente da APS, Jacir Dariva, reforça os pedidos da cadeia produtiva de suínos e aves, junto ao MAPA, defendendo a venda de milho balcão

A Associação Paranaense dos Suinocultores (APS) está participando de reuniões com o governo federal, em Brasília, integrando o sistema nacional da suinocultura, gestionando adoção de medidas urgentes visando atenuar os problemas atuais do setor.
Ao lado de outros presidentes de associações estaduais, o presidente da APS, Jacir Dariva, reforça os pedidos da cadeia produtiva de suínos e aves, junto ao MAPA, defendendo a venda de milho balcão, bem como a viabilização de recursos para retenção de matrizes. Outras gestões incluem o pedido de subvenção para o frete de milho do MT para a região Sul, como ocorre com a cana de açúcar, e o fim da cobrança de PIS/COFINS na importação de milho.
Pede-se ainda, o travamento de contratos de compra do produto numa espécie de bolsa para que o setor de produção animal consiga manter seus estoques de acordo com suas necessidades e conforme as oscilações do mercado. Esse conjunto de medidas é defendido pelo sistema nacional da suinocultura e pela CNA, em audiências que estão acontecendo nesta segunda-feira, 28/3, na capital federal.
De Brasília, Dariva volta ao Paraná para reuniões em Curitiba neste meio de semana, na FAEP e Sindicarnes, bem como para contatos com representantes do governo do Estado. Já na segunda-feira, dia 4/4, está acertado que falará da tribuna na Assembleia Legislativa do Paraná, em nome dos criadores do estado, sobre a crise na suinocultura e as medidas que devem ser tomadas para evitar o caos na atividade.
Em Brasília, as reuniões iniciadas pela manhã continuaram agora à tarde, cobrando-se do secretário de Política Agrícola do MAPA, André Nassar, mais agilidade na adoção dessas medidas, que podem amenizar a atual crise na produção suinícola do país.
A questão do milho está sendo tratada por uma comissão interministerial, por meio do Conselho Interministerial de Estoques Públicos de Alimentos (Ciep), em que os ministérios da Agricultura, Defesa Agrária, Casa Civil e Fazenda, decidem conjuntamente sobre o aumento da oferta de milho balcão.
O governo pretende tratar do problema com as maiores trandings do país para entender qual a perspectiva de exportação, bem como informá-las da necessidade de reservar um volume do grão para o abastecimento do mercado interno, especialmente dos pequenos produtores.

(Fonte: Liverpool Comunicação/APS)

Compartilhar


NOVO WEB SITE DA APS Desktop, Tablet e Mobile
Mais comodidade para você! Flexivel para navegar e visualizar em qualquer lugar.
Escolha Opções Tema
Customise o site Cores Predefinidas de Capa
Texturas de Fundo
Imagens de Fundo